23 junho 2008

Spawn em Savage Dragon #140

Direto do HQM:


Neste final de semana, durante a Heroes Con, convenção de quadrinhos norte-americana, editores e autores da Image Comics reuniram-se com o público para discutir projetos futuros da editora.

Entre as novidades, foi mostrada a capa de Savage Dragon #140. A edição trará a reunião do personagem criado por Erik Larsen com vários personagens de outras revistas da editora, como Spawn, Invencível, Shadowhawk e Witchblade. A revista tem lançamento previsto para agosto, nos EUA.

Também na Heroes Con, apareceu uma novidade sobre o projeto Haunt que une Robert Kirkman e Todd McFarlane.


Respondendo a uma pergunta de um fã, Robert Kirkman (Invencível, Os Mortos-Vivos) falou sobre seu projeto em parceria com Todd McFarlane, o criador de Spawn. “Todd desenhou a capa e escreveu a primeira edição, um bocado do trabalho da série já está pronto. Não quero apressar a publicação e terminar com intervalos grandes entre as edições. Quero que seja uma série legal, de que as pessoas gostem. Espero que possamos lançá-la até o final do ano. É intitulada Haunt”, disse ele.

Agora sabemos que o tio Todd andou ocupado escrevendo Haunt também.

Aqui tem um vídeo com o anuncio do lançamento do personagem. A imagem não é muito boa mas vale pra relembrar o acontecimento.

07 junho 2008

A nova equipe da revista mensal

Com a edição #185 em outubro (nos EUA), Spawn apresenta uma nova equipe criativa, incluindo o criador Todd McFarlane, o co-fundador da Image Comics Whilce Portacio e o escritor Brian Holguin.

A nova frente criativa promete trazer energia nova ao universo do Soldado do Inferno.

"Nós conversamos com todos os envolvidos sobre o que poderiamos fazer para inspirar os leitores", disse McFarlane. "Uma das mudanças é levar a revista em uma direção diferente em termos de história, e a outra leva para uma diferente direção artistica também."

O co-fundador da Image Whilce Portacio (Wetworks) está pronto para levar a revista nessa nova direção artística, com McFarlane servindo como diretor criativo. As duas forças criativas trabalham bem juntos, e estão animados para juntar seus talentos.

"Ter Todd ao meu lado é fantástico, porque ele me dá toda a estrutura do que ele está tentando colocar em suas histórias", diz Portacio. "Como artista, tenho que dizer, 'Ok, deixe-me pegar todo esse material que esta saindo da sua cabeça, e ver se eu posso torná-lo visualmente agradável'. Para mim, isso é artísticamente excitante".

O antigo escritor da série mensal Brian Holguin também está retornando. Ele e McFarlane já colaboraram com o título antes, Holguin aguarda com expectativa o regresso de McFarlane a um papel muito mais ativo na série.

"É emocionante voltar a revista", diz Holguin. "É familiar, mas mudou bastante. É como voltar para sua cidade natal depois de anos - essa loja já não está mais aqui, e esta se mudou pra lá. Você entra no processo de redescoberta das coisas novamente. Tenho um entusiasmo agora que eu não tinha quando deixei a revista".

O trio dá dicas para onde a história irá em seus planos.

"Parece que todo mundo tinha o mesmo pensamento de que a revista é um enorme universo, e deixaremos todos finalmente vê-lo", diz Portacio. "Não somente ver um demônio aqui ou ali, mas mostrar sua real motivação, de que lado ele faz parte. O Todd me deu liberdade para criar novos tipos de spawns e novos tipos de anjos."

Seja qual for a direção que história vai tomar, a nova equipe criativa terá fãs comentando, e esperando pela próxima página.


E aqui nessa galeria alguns desenhos do Portacio. Pra adiantar as mudanças no Spawn.

Então, o que o pessoal achou das futuras mudanças? Mandem ver nos comentários de novo.

05 junho 2008

Spawn #175 - Resenha

Título: Spawn Pistoleiro – Parte Dois
Roteiro: David Hine
Desenhos: Bing Cansino e Geirrod Van Dyke
Data nos EUA: Fevereiro/2008
Data no Brasil: Maio/2008

Sinopse: Jeremy Winston, vulgo Velhote e agora conhecido como Spawn Pistoleiro, lança sua vingança sobre o corrupto Ed Kemper e todos os habitantes da cidade de Bane, tudo sob os olhos de Henry Simmons, antepassado de Al Simmons.

Positivo/Negativo: A segunda e última parte da história do Spawn Pistoleiro cumpre bem o que prometeu: contar a história de mais uma alma atormentada faz um pacto para retornar ao mundo dos vivos para conseguir sua vingança. Apesar da trama simples, a história lembra os primorosos dias das primeiras edições de Spawn: muita morte e carnificina, do jeito que os leitores gostam.
O Spawn Pistoleiro se mostra bem cruel quanto à matar homens, mulheres e crianças (apesar de não serem mostradas, mas são subtendidas) usando de formas bem aterradoras. A vingança contra Ed Kemper mostra muito bem isto, mas não contarei aqui para não estragar a surpresa para aqueles que ainda não leram.
Como comentei na resenha de Spawn 174, a trama traz volta todo o clima de Curse of the Spawn, que mostrava histórias de outras pessoas que carregaram o fardo e o necroplasma ao fazer o pacto com Malebólgia. O próprio David Hine afirmou que leu toda as revistas da série normal e as revistas paralelas, portanto não seria surpresa se ele utilizasse Curse of the Spawn como base para as aventuras atuais, onde além do Spawn Pistoleiro tivemos o Spawn Mandarim e daqui a alguns números o War Spawn.
A arte da revista está belíssima, sendo um dos fatores altos desta saga. Muitos fãs têm criticado os três últimos artistas que a revista já teve: Angel Medina (Spawn #101 a #150), Philip Tan (Spawn #150 a #164) e Brian Haberlin (Spawn #166 a #173). Já a edição #165, desenhada por Lan Medina (da série Fábulas) teve boas críticas, mas seu trabalho ficou resumido a apenas uma edição. Mas nada se compara em unanimidade com a arte da dupla Bing Cassino e Gerroid Van Dyke (com uma forcinha de Greg Capullo), que trouxeram uma arte pintada e deu um novo clima para a revista. A arte, quem em certos momentos beira ao realismo, foi de encher os olhos usando tons em sépia para dar um clima de velho oeste para a história. E como foi mostrado no final da edição, o próximo número trará uma nova saga com a mesma equipe. Podemos ter certeza que teremos mais uma revista com arte espetacular.
Quanto à edição da Pixel, tivemos a volta da Sucursal do Inferno, mostrando a notícia sobre a mudança da equipe criativa a partir da edição 185 e sobre o andamento do terceiro encontro entre Spawn e Batman. Quem acompanha o Spawn Alley já leu a notícia aqui antes :)
No Post Mortem tivemos uma mensagem do leitor Mardokeu mandando um abraço para a galera da comunidade Spawn Brasil (valeu, cara!) e também do nosso amigo Edson “Redentor”, colaborador do Spawn Alley e da Spawn Brasil. Um abraço para vocês e para os outros que tiveram suas cartas publicadas! Também tivemos uma imagem ampliada do Spawn Pistoleiro funcionando como pin-up e um resumo do que a Pixel Media já lançou de Spawn no Brasil.
Fazendo um resumo, as edições 174 e 175 são daquelas que se passarão anos e todos se lembrarão como sendo mais um clássico da saga do Soldado do Inferno.